Pouco cultuada em alguns terreiros, a orixá Nanã é avó desde sempre, sendo sincretizada com Santa Ana, mãe de Maria, é homenageada em 26 de julho.

Nanã é muito exigente na escolha de seus filhos. Na Umbanda são raros os homens que a têm como guia principal, mas não se pode dizer que não existam alguns. Não é, também, das figuras mais femininas, característica que empresta a suas filhas, e é conhecida como a mais velha das deusas das águas paradas, da lama e do barro, e nesses locais, geralmente tranquilos é possível repousar e exercitar a paciência.

Por ser mãe de dos Orixás Omulu e Oxumaré é, ainda, responsável pelos portais do ciclo da vida: encarnação, desencarnação e reencarnação.

Paciência e compreensão são características muito presentes nos filhos de Nanã, seguidas por perdão e tolerância típicos de uma avó muito carinhosa e cuidadora. Normalmente vivem em função de praticar o bem, preocupadas com o bem-estar da família e da comunidade.

Por ser firmemente uma avó, os filhos de Nanã costumam parecer mais velhos do que realmente são, e são conservadores por natureza, como se vivessem a vida de gerações anteriores ou sentissem saudade de um tempo passado que não é o seu.

Apesar de serem, por vezes, carinhosos em excesso, se tornam também ranzinzas, e exigem o respeito de forma incisiva. Basta imaginar uma avó que raramente puxa a orelha do neto, mas quando faz, faz com firmeza. A face ranzinza também aparece na preocupação com detalhes, na tendência a criticar tudo e todos e no pouco senso de humor, mantendo sempre o foco no que consideram ser o assunto mais importante.

Os filhos de Nanã, são pessoas com muita sabedoria. Por isso, ser filho de Nanã se torna raro, porque eles já vem com essa sabedoria da Orixá, por ter reencarnado tantas vezes.

As pessoas regidas por Nanã têm uma vida amorosa cheia de romantismo. São consideradas amantes inesquecíveis por saberem ser afetuosas e dedicadas mesmo quando o romance passa por uma crise. Sabem o que deve ser dito da melhor forma possível, o que facilita harmonizar qualquer relacionamento. Não desconfiam da pessoa amada e fazem questão que ela também guarde a mesma confiança em seus atos. Sua sinceridade, às vezes, é cortante, mais jamais tem a intenção de humilhar quem ama. São pessoas que buscam relações duradouras e possuem grande talento para comandar uma família, pois tem um senso de responsabilidade invejável. Quando a relação sai dos trilhos por qualquer motivo, procuram sempre o caminho mais justo para resolver as pendências e nunca deixam de olhar seu lado e de admitir onde é que pode estar errando. As pessoas de Nanã podem ser teimosas e ranzinzas, daquelas que guardam por longo tempo um rancor ou adiam uma decisão, porém agem com segurança e majestade. Suas reações bem equilibradas são a pertinência de suas decisões, as mantém sempre no caminho da sabedoria e da justiça. Embora se atribua a Nanã um caráter implacável, seus filhos têm grande capacidade de perdoar principalmente as pessoas que amam.

Essas pessoas também podem ser teimosas e ranzinzas, daquelas que guardam por longo tempo um rancor ou adiam uma decisão, porém agem com segurança e majestade. Suas reações bem equilibradas são a pertinência de suas decisões, as mantém sempre no caminho da sabedoria e da justiça. Embora se atribua a Nanã um caráter implacável, seus filhos têm grande capacidade de perdoar principalmente as pessoas que amam.

Mércia Henrique

Gostou? Compartilhe:

Faça um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *