Seja lá que idade você tenha hoje, se possui alguma pendência ou revindicação infantil (não satisfeita), saiba, ela o irá prender, o irá limitar na sua vida agora.

Imagine que quando era criança ninguém validou as suas boas notas, ou os seus talentos naturais por exemplo; pode ser que a partir daí uma lacuna se abra dentro de si consciente ou inconscientemente, compelindo-o a buscar esse reconhecimento para se sentir pleno, mas o fato é que você irá atrás de preencher esta lacuna custe o que custar projetando-a nos seus parceiros afetivos, colegas de trabalho, figuras de autoridade ou outras relações, sem sucesso. Tenho a afirmar, que esta necessidade será totalmente coroada de fracasso, porque, aquilo que hoje busca, está desatualizado e as pessoas nas quais procura preenchimento e apoio (incondicional) nesta fase da sua vida não são seus pais ou cuidadores e sendo assim, não podem dar o que necessita.

Mas não se sinta culpado de nada, apenas reconheça que a sua infância já passou e você já é adulto hoje, precisa deixar ir todas estas necessidades infantis se se quiser livrar das suas frustrações repetitivas nas relações humanas.

Se a sua sentença na infância foi: “Ninguém nunca me validou o suficiente” faça deste o seu mantra: “Permito deixar ir o passado doloroso, eu me saúdo hoje pelo que sou. Aprendo a amar-me mais e mais a cada dia e definitivamente torno-me o grande cuidador e criador de mim mesmo.” Tente afirmar isto para si mesmo. Apenas um ultimo conselho: não repita apenas isso verbal e mentalmente, viva isso dentro de seu coração e você verá a diferença.

Erica Poonam

Gostou? Compartilhe:

Faça um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *